O secretário de saúde de São Lourenço, Dr. Wilton José Negreiros, foi convocado pelos vereadores para explicar a situação da pasta no município. Durante quase duas horas, ele respondeu às perguntas dos parlamentares. Entre outros assuntos, falou sobre o interesse de transferir o pronto socorro do hospital para o prédio da UPA, da espera dos cidadãos na marcação de consultas e das dívidas com o consórcio Intermunicipal de Saúde. 

Segundo ele, a Administração Municipal irá fazer uma proposta de parcelamento da dívida de cerca de R$ 350 mil para com o Consórcio Intermunicipal de Saúde na próxima reunião com o grupo. Ainda de acordo com ele, o intuito é restabelecer todos os serviços que se encontram temporariamente paralisados, como a realização de exames e consultas de especialidades médicas.

No mesmo dia, a Prefeitura Municipal de São Lourenço informou através de um banner na sua página do Facebook, a real situação do município de São Lourenço-MG, junto ao consórcio intermunicipal de saúde. De acordo com a PMSL a dívida total é de R$407.837,04 fator que ocasionou na suspensão de alguns exames, fato que foi relatado também pelos moradores da cidade nas redes sociais. A Prefeitura afirma que a dívida se deve ao fato dos atrasos nos repasses do governo de Minas Gerais ao município.

 

Por Rogerio Brasil